Prezados, Colaboradores, Trabalhadores, Reformados, Familiares e Amigos da Sonangol;

Dia 26 de Setembro foi empossado o Presidente da República de Angola, eleito pelo povo angolano nas últimas eleições de 23 de Agosto de 2017, João Manuel Goncalves Lourenço. O Presidente da Republica General João Lourenço é de facto e de jure o Presidente de todos os Angolanos.

Fonte: corrigirsonangol.com 

O Povo Angolano está motivado com a sua visão de coesão e desenvolvimento sustentável nacional baseada na estratégia de corrigir o que está mal e melhorar o que está bem, para atingirmos o nobre e legítimo objectivo de proteger os mais altos interesses económicos, sociais, políticos e de soberania do Estado Angolano. Pelo que sabemos, as regras de liderança exigem atitudes exemplares vindas do topo a base e a sua implementação e materialização deve ser feita da base ao topo. Assim sendo, nós os da base, queremos o seu envolvimento para corrigirmos o que está mal e melhorarmos o que está bem dentro da Concessionaria Petrolífera Nacional, a nossa querida Sonangol.

 

Como pode, em pleno seculo XXI, a principal Empresa estratégica da nação angolana e geradora das maiores receitas do País esta a mercê e refém de estrangeiros Portugueses, Indianos e etc.? Que vergonha para os angolanos de raiz! Essa situação está muitíssima mal, fora do razoável e aceitável, e deve ser veemente e urgentemente corrigida. Prezados trabalhadores, povo angolano, e amigos de Angola, ponhamos um Basta nesta tentativa de, angolanos sem dô e em conluio com estrangeiros intrusos, roubarem a nossa soberania e independência. Basta!

 

Prezado trabalhador, concidadão, compatriota e amigo, você que esta aí triste e sentado em sua estacão de trabalho e que tanta dor sente por tamanha humilhação, pare de sofrer sozinho, tome a atitude correcta e proactiva. Junte-se a nós assinando o presente Manifesto de Total Descontentamento para pedirmos a quem de direito, e com base nas Leis de Angola, a Revogação, impugnação e rejeição dos Decretos Presidenciais no217/17, no220/17 de 26 de Setembro e Decreto no222/17 de 27 de Setembro e devida repreensão e estancamento aos comportamentos inconstitucionais e destruidores dos estatutos da Sonangol E.P. praticados pelo actual Conselho de Administração da Sonangol.

 

Por todos os motivos e razoes claramente visíveis e aqui desmascaradas por nós, os da base, a massa trabalhadora e também povo de Angola, impomos a urgente exoneração de todo actual Conselho de Administração da Sonangol E.P. proveniente do Decreto Presidencial n° 110/16 de xx de yyyy de 2016 (p/favor confirmar referência do exacto decreto). Apelamos, mais uma vez para que se corrige o que está mal, fazendo ouvir os sentimentos da maioria e a nossa indignação de uma forma pacífica e tranquila, direccionada para a protecção dos mais altos interesses da Nação Angolana.

Obrigado(a) pelas assinaturas abaixo assinadas;

Manifesto de Total Descontentamento Nacional contra os Decretos Presidenciais dos dias 26 e 27 de Setembro de 2017.

www.corrigirsonangol.com 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: