Luanda - A emissora católica de Angola perdeu recentemente das suas fileiras mais um jornalista de referencia. Trata-se de Moises Sachipangue que mudou-se para a TPA estação que segundo alguns dizeres  passou a oferecer-lhe o dobro ou triplo do salário dado pela Eclesia. Por isso estima-se  que os maus salários que os padres pagam aos funcionários esteja na origem do abandono do jornalista.

Na Eclésia editava e apresentava  os noticiários. A sua saída torna a Radio reduzida na figura de os jornalistas  Manuel Vieira e Margareth Nanga que editam os noticiários. “Quer dizer se estes dois abandonam a radio fica de tanga” observou uma fonte.

Moises Sachipangue  começou a exercer jornalista pela Radio 2000, na província da Huila, onde nasceu num mês de Janeiro a 22 anos atrás. Migrado para Luanda tornou-se, nos últimos tempos, numa das vozes mais emblemáticas da emissora Católica. Ganhou  admirado  dentro do regime. O “branch” da Presidência da Republica na TPA, na pessoa de Gonçalves Inhangica fazia referencias positivas a cerca do seu desempenho profissional acompanhados com dizeres de que o mesmo iria longe.

Fonte: Club-k.net



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: