Luanda - A mesma viatura branca que o levou a Procuradoria-Geral da República PGR) esta manhã para ser ouvido e mandar  lhe  para casa tornou a levar lhe de volta para a cadeia de Viana ao que entristeceu as pessoas que  pretendiam acompanhar o General ate a sua casa.  Voltou a ver o sol fora das grades apenas por 7 horas, ou seja aguardou/esperou cerca de 7 horas, em vão na PGR sem que tivessem cumprido na integra com o tramites legais da sua soltura razão pela devera regressar nos próximos dias aquele organismo.

PGR quer ouvi-lo a cerca de roubos de aparelhos

A PGR  pretende agora  ouvi-lo a cerca de supostos  aparelhos desaparecidos  pertencentes aos Serviços de Inteligência Externa (SIE) que se alega(va) estarem em sua posse. O grupo de advogados e jornalistas consideram que estas questões dos aparelhos  não tem razão de ser, uma vez que Fernando Miala  foi julgado por insubordinação militar e não por  roubo/furto de bens do SIE. De inicio havia um processo acerca de tais desvios  mas foi absolvido.

O  analista de política domestica, Victor Aleixo, fez saber  a Rádio LAC em Luanda que para alem dos procedimentos jurídicos ou legais  cumpridos pelo antigo director do SIE, a sua soltura  também pode depender da vontade do poder político.

O Preso deveria regressar a casa hoje, uma vez que cumpriu  metade da pena ao que lhe favorece liberdade condicional. Não cometeu crime algum na prisão e a sua liberdade não atenta contra a segurança do país ou das pessoas.

O General Garcia Miala fez a sua primeira entrevista aos jornalista a porta da procuradoria. Esta confiante que regressara a casa amanha ou depois de amanha. A mesma posição foi expressa aos órgãos da comunicação pelo seu  advogado Manuel Pinheiro.

Artigo relacionado:

 Liberdade de Fernando Miala 

Fonte: Club-k.net



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: