Luanda –  Esta em vias de ser exonerado,  do comando provincial de Luanda, o comissário  Joaquim Ribeiro. A medida não foi ainda  anunciada oficialmente na corporação . Tinha previsão de acontecer algumas semanas atrás, porem,  atrasada devido a ausência do país do Ministro do Interior, Leal Ngongo que regressou do exterior a 20 de Julho. Ngongo deve fazer pela semana a apreciação do despacho de exoneração do comando geral da policia que propõe a decisão.

 Anos 90: Humilhado e transportado amarrado para Luanda

Informações ainda em fase de apuração fazem referencia que “Quim” Ribeiro terá o seu lugar preenchido temporariamente por uma comissão de gestão. Em Abril passado  falou-se, na media,  da sua promoção a comandante geral da policia,  em substituição do comissario Ambrosio de Lemos. Para alem de ter havido um desmentido dentro do Gabinete do Comando geral veio a se saber que também  não era  a figura preferida do Ministro Leal Ngongo a quem estava na altura  a ser descrito  como preocupado/desapontado com reclamações acerca dos meios de punição/disciplinar “agressivos” de Quim Ribeiro contra elementos da corporação.

Joaquim Ribeiro tem a reputação de ser um profissional competente (mas peca nas questões humanas), já exerceu a função de Comandante províncial adjunto no Huambo e de Comandante no Namibe. Mas no Uige onde na década de 90 ele e o seu então "vice"  foram  exonerados e humilhadamente transportados e amarrados para Luanda devido ao aumento de tropas da UNITA que apareciam misteriosamente com uniformes da policia nacional naquela provincia.

Fonte: Club-k.net



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: