Luanda - O auto-denominado Movimento Revolucionário de Angola realiza uma marcha no próximo domingo, 27, em Luanda para exigir do Executivo o fim do que chama de “matanças de quem pensa diferente”.

*Manuel José
Fonte: VOA

O grupo também quer a construção de um monumento em homenagem a todos aqueles que foram assassinados pelo regime.

 

"A todos aqueles que morreram desde 1977 até agora assassinados pelo regime, exigimos ao Governo angolano que reconheça os seus erros e entregue as ossadas de todas as vítimas às famílias e os respectivos boletins de óbito”, justifica aquele activista.

 

A marcha tem início às 11 horas em frente ao cemitério de Santa Ana e terminará no Largo da Independência.

 

A carta a informar da intenção da marcha já foi entregue ao Governo Provincial de Luanda.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: