Lisboa - O empresário José Carlos Manuel de Oliveira Cunha “Oca” foi designado nesta quinta-feira como membro do Conselho da República, em substituição de um outro empresário Luís Manuel da Fonseca Nunes que foi a meses nomeado como governador provincial da Huila.

Fonte: Club-k.net

Carlos Cunha é proprietário da Casa 70 (uma das mais notáveis casa de espéculos e evento na capital angolana) e detentor de vários empreendimentos hoteleiros e da construção civil. Tornou-se num dos mais inspiradores da classe empresarial angolana. No passado exerceu as funções de consultor do Ministério da Hotelaria e Turismo. Presentemente liderada a empresa Valoeste gestora de duas fazendas na província do Kwanza Sul que tem exportado frutas para Portugal.

 

A actual Vice-presidente do MPLA, Luísa Pedro Francisco Damião, que também foi designada entrou em substituição de António Paulo Kassoma, que representava o partido no poder, neste órgão de consulta presidencial.

 

Suzete Francisco João, a líder da líder da Igreja Teosófica Espírita foi igualmente designada preenchendo a vaga de Sérgio Luther Rescova Joaquim, que acaba de ser nomeado para exercer o cargo de Governador da Província de Luanda. A profesita Suzete João foi uma das lideres religiosa que enquanto João Lourenço foi candidato as eleições pelo MPLA foi recebida na sede deste partido em Julho de 2017.

 

A Constituição da República angolana, de 2010, estabelece que o Conselho da República é um “órgão colegial de natureza consultiva do chefe do Estado” e que os seus membros “gozam das imunidades conferidas aos deputados à Assembleia Nacional”.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: