Lisboa - O ministro das finanças Augusto Archer Mangueira rescindiu o contrato de Prestação de Serviços de Comunicação Institucional, Publicidade e Relações que mantinha desde 16 de Fevereiro de 2017 com a agencia MOVIMENTO - Sociedade de Comércio e Indústria, Limitada, detida pelo seu colega da comunicação social, Aníbal João da Silva Melo.

Fonte: Club-k.net

Por outro lado, Archer Mangueira orientou recentemente  o Secretário Geral do ministério Neto Joaquim para formalizar a  abertura de contratação simplificada de uma outra empresa para “aquisição de Serviços Especializados de Comunicação Institucional e Imprensa para assessoria, preparação e divulgação dos actos e actividades deste Ministério”.


Para além da contratação de uma empresa para cuidar da gestão da  Comunicação Institucional do ministério, as finanças de Angola tem um próprio Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa. Porém, a existência de dois corpos com funções equivalentes tem criado interrogações e desconfianças, em meios que se prestam  a monitorizar  a materialização  da  transparência no regime do MPLA.


No passado quando o ministério das finanças tinha Armando Manuel como titular da pasta, o filho do ex-Presidente, José Eduardo dos Santos tentou em vão impor a sua empresa de comunicação e relações públicas para  cuidar da comunicação institucional das finanças ao preço de 2 milhões de dólares por mês. O ex-ministro Armando Manuel recusou  inclinando-se no argumento de que o ministério das finanças dispunha de um competente gabinete   de comunicação institucional e assinar um acordo com a “Djembe Communications”, de “Zenu” dos Santos seria apenas para usurpar  fundos dos cofres do Estado.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: