Luanda - Tomasz Dowbor, empresário polaca que adquiriu a nacionalidade angolana via casamento, foi recentemente eleito como primeiro secretário do Comité de Acção do Partido (CAP) do  MPLA, na urbanização Nova Vida, num pleito em que disputaram sete candidatos.

Fonte: Club-k.net

Partido no poder na adversidade 

Nascido em 1974, em Varsóvia, Tomasz Dowbor vive há mais de 20 anos em Angola, investindo no sector privado, tendo se destacado como empresário no sector imobiliário. O mesmo lidera o Grupo Boavida (GBV) que opera nas áreas da indústria, agricultura, pecuária, mineira e madeira, congregando em si, dois mil trabalhadores.

 

Por ocasião da sua tomada de posse, como primeiro secretário do CAP do MPLA, o novo dirigente político considerou que “estamos num capítulo novo do CAP do Nova Vida”, augurando poder “contribuir com a minha experiência empresarial para imprimir nova dinâmica, contando com a vossa ajuda. Estamos unidos para uma única finalidade”.

 

Apurações colhidas pelo Club-K, dão conta que Tomasz Dowbor é bastante conhecido nesta zona de Luanda, uma vez que o seu grupo é responsável pela construção de vários condomínios (Infinity Residence 1, o Condomínio Ville Vermont, o Solida Plaza, o Vereda das Flores, o Condomínio Hipicus e o Real Park.) na Urbanização Nova Vida.

 

Em Dezembro de 2015, ofereceu a sede provisória do Comité do MPLA, no município de Belas, que fora, na altura, inaugurada pelo então secretário Geral, Julião Mateus Paulo “Dino Matrosse”. O edifício -  localizado na via expresso, no cruzamento com a estrada do Lar Patriota -  foi construído com fundos próprios pela sua empresa Construtora Poltec Investimento SA.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: