Luanda -Mais de 60 Trabalhadores da Empresa Metalúrgica de Viana estão em greve por tempo indeterminado. A greve iniciou esta segunda-feira.

Fonte: Radio Ecclesia


ImageOs trabalhadores reclamam dos  baixos salários e pedem aumento do subsídio de transporte entre outras condições laborais.


Alfredo Januário da comissão sindical da empresa metalúrgica de Viana denuncia também a disparidade salarial em relação aos trabalhadores nacionais e estrangeiros.


Segundo conta, os trabalhadores são forçados a cumprir com as 54 horas e não 44 horas de serviço, segundo a lei geral de trabalho.

    
O  membro da Comissão Sindical da empresa Metalúrgica de Viana, afirma que a Direcção da empresa não se manifesta disponível em  resolver o problema dos trabalhadores.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: