Luanda - O guarda-redes do 1º de Agosto Toni Cabaça foi suspenso por quatro jogos pelo conselho de disciplina da Federação Angolana de Futebol (FAF), por ter cuspido no rosto de um adversário, no jogo com a Académica do Lobito, para a 20ª jornada do Girabola2018/19.

Fonte: Angop/Sapo

Nesta partida os “militares” venceram por 1-0.

 

O órgão da FAF, num comunicado enviado à Angop, considera bárbaro e desprezível o ato praticado pelo futebolista, que defendeu as balizas da seleção nacional na passada sexta-feira, em que os 'Palancas Negras' conseguiram o apuramento para a CAN deste ano no Egipto, após vitória sobre o Botswana, em Francistown, por 1-0.

 

O atleta tem sido titularíssimo na equipa militar, onde nesta época sofreu apenas seis golos em vinte jogos.

 

Toni Cabaça foi igualmente dos jogadores preponderantes na boa campanha do 1º de Agosto na Liga dos Clubes Campeões Africanos na edição 2018, em que atingiu as meias-finais.

 

O guarda-redes, além de grandes defesas durante os jogos, defendeu dois penáltis contra o TP Mazembe da República Democrática do Congo, nos quartos-de-finais, fundamentais para a formação do Rio Seco passar para a fase seguinte, onde foi eliminada de forma inglória pelo Esperance de Tunis, devido a uma arbitragem claramente tendenciosa do zambiano Janny Sikazwe.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: