Luanda - O Antigo administrador municipal adjunto para área técnica, Fernando Binge, mesmo depois de ter sido exonerado no mês passado, pelo governador de Luanda, Sérgio Luther Rescova, continua à fazer das suas no município de Viana.

* Jorge Neto
Fonte: Club-k.net

Fernando Binge, Edna Murta directora do gabinete jurídico , Álvaro Ferraz director dos serviços da fiscalização e um outro quadro afecto a direção de urbanismo e cadastro urbano, tomaram de assalto os terrenos e ordenaram construções rápidas para criar constrangimentos ao novo administrador de Viana.


Por exemplo na zona do zango 4, as construtoras afectas ao grupo da máfia está a construir até no período nocturno. O grupo está a talhonar terrenos na zona do tande sem os devidos cumprimentos.

Álvaro Ferraz tem dado asseguramento de obras de condomínios ilegais no zango, Kikuxi e na Vila Flor, alegadamente pertencerem a altas figuras do GPL que garantem protecção ao mesmo.


As ondas de ocupação ilegal de terrenos nos distritos urbanos do Zango, Baia, Vila Flor e Kikuxi aumentaram consideravelmente, uma prática quando entra um administrador novo no município de Viana.


Igualmente aumentou o número de construções desordenadas, sem licença para o efeito, sob proteção dos serviços de fiscalização.


Enquanto o administrador toma contacto da realidade de Viana, os alegados mal feitores de terrenos tomam de assalto os espaços públicos e as terras das camponesas.


Zonas projectadas para construções de equipamentos sociais como escolas, hospitais, parques infantis, estão a ser construídas condomínios sob orientação de Fernando Binge e Álvaro Ferraz.


Álvaro tem utilizado o nome do assessor para área social do governador de Luanda, Julio de Carvalho em alguns condomínios no zango como sendo sua propriedade.


Segundo fontes do GPL, Julio de Carvalho tinha persuadido o ex administrador de Viana André Soma, a nomear novamente Álvaro Ferraz, depois de ter sido exonerado por alegada má conduta.
Face ao quadro que se regista no município satélite, os administradores distritais estão a ser desautorizados pelos chefes de brigadas por orientação do todo poderoso Álvaro Ferraz.

São apontados ainda administradora para área técnica do Distrito Urbano da Baía, Mixinge, Vladimiro afectos a direção de urbanismo e cadastro urbano, como sendo os grandes vendedores de terrenos, recentemente procederam a troca de um espaço afecto administração municipal com uma frota de carros Jimmy, de um grupo empresarial identificado.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: