Lisboa – As autoridades angolanas redobraram a vigilância a volta do antigo presidente do Fundo Soberano, José Filomeno de Sousa Santos devido a receios que se ausente para o exterior, antes da data do inicio do seu julgamento, marcado para Setembro próximo.

Fonte: Club-k.net

A vigilância a volta de “Zenu” é assinalada por uma alegada orientação que se estendeu aos postos fronteiriço terrestre existente no país (fronteira de Santa Clara com Namíbia) para o redobrar das atenções.

 

Zenú dos Santos enfrenta dois processos, um referente às suas actividades enquanto presidente do Fundo Soberano de Angola e outro referente ao chamado “processo dos 500 milhões” envolvendo uma transferência do Banco Nacional de Angola para Inglaterra.

 

Desde que saiu da prisão domiciliaria, ele próprio tomou também medidas discretas limitando as suas movimentações. Passou a movimentar-se numa discreta viatura de marca “Jym”, geralmente usada por estafetas de empresas, em Luanda.  Zenú,  apenas sai para o necessário mas de forma descontraída. Na manha de segunda-feira (19) decidiu ir tomar o pequeno almoço no restaurante “Café Paris”, ao bairro Alvalade.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: