Lisboa – A Procuradoria Geral da República junto ao Departamento contra Crimes Económicos do Serviço de Investigação Criminal (SIC), em Luanda, notificou recentemente a direção da  construtora Tecnovia Angola, Limitada, por alegadas irregularidades  relacionada aos  impostos.

Fonte: Club-k.net

A Tecnovia Angola é a construtora na qual o histórico Lopo Fortunato Ferreira do Nascimento faz-se representar por um filho, Amílcar Kita Assis do Nascimento, que é membro suplente do Comitê Central do MPLA. Faz ainda parte da sociedade a angolana Alice Maria Trindade Escorcio e o empresário português Joaquim Carlos Vieira Rodrigues Martins, em representação da portuguesa Tecnovia-Sociedade de empreitadas, registrada no concelho de Oeiras.

 

Durante os últimos anos a Tecnovia Angola recebeu vários contratos para trabalhos de construção. Em 2014, o Governo confiou a Tecnovia, a Construção da Nova Ponte sobre o Rio Cambamba em substituição da chamada «Ponte Molhada» (Via Talatona/Benfica), na Província de Luanda. O contrato aprovado foi no valor global de Kz: 970.000.000,00 (na altura equivalente a 9 milhões de dólares)

 

No ano de 2017 a Tecnovia Angola ganhou dois contratos consecutivos referente a Construção de Infra-Estruturas Externas da Centralidade do Capari na Província do Bengo, no valor de Kz: 1.021.419.359,73; tal como a obra de Reabilitação da Estrada de Acesso ao Local da Batalha do Cuito Cuanavale e a Reabilitação da Parada do Triângulo do Tumpo, na Província do Cuando Cubango, por AKz: 2.041.685.950,72.

 

Em Julho passado, o Presidente da República, João Lourenço – por via do Despacho Presidencial n.º 142/19 - autoriza a despesa e a abertura do procedimento de Contratação Simplificada pelo critério material, para adjudicação do contrato de Empreitada de Obras de Emergência para a contenção da ravina existente junto a Igreja do Apóstolo e desvio provisório para a circulação do Tráfego Rodoviário na Província do Cuando Cubango no valor de Kz: 90 094 678,38 com a empresa Tecnovia Angola.

Tema relacionado

Interesses empresariais de Lopo na barragem de Laúca

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: