Luanda - O empresário António Segunda Amões, promotor do projecto habitacional do Huambo Camela Amões, considerou o Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) uma acção governativa corajosa e catalisadora de desenvolvimento, com potencial para contribuir para a melhoria dos índices de qualidade de vida das populações do país.


Fonte: JA

Os resultados do PIIM, prevê o empresário, terão reflexos nas comunidades se houver “sentido patriótico, honestidade e parcimónia” por parte das entidades envolvidas na sua aplicação, começando pelos administradores, que devem actuar com isenção em todo o processo, bem como as empresas, chamadas a respeitar os prazos de execução e aplicação material durável nas obras.



O país, realçou o empresário, está a atravessar um período difícil, pelo que os programas e esforços traçados pelo Governo devem ser “acompanhados, pela classe empresarial, com sentido de missão”, em que a situação da população deverá ser colocada em primeiro lugar.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: