Luanda - Veem-se por este meio denunciar um plano maquiavélico por parte dos co-arguidos Miguel Francisco Ribeiro Mateus, Ahmed kushmar e a senhora Lidia Saraiva Texeira, envolvendo altas patentes da policia nacional ou seja alguns comandantes da Polícia Nacional, que visa desobedecer um Despacho do Tribunal que entrega uma fabrica a empresa RIUSOL na qualidade de fiel depositaria, orgão soberano, “Termo de Entrega Judicial”, após a empresa RIUSOL, ter ganho a causa em tribunal.

Fonte: Club-k.net

Os co-arguidos e a senhora Lidia uniram forças para tomar a fabrica de assalto usando a influencia da senhora Lidia junto de alguns comandantes da polícia usando como base um despacho da PGR, órgão que também esta submetida ao cumprimento de uma ordem vinda de um tribunal (Orgão Soberano).


De forma cristalina, estes mesmos comandantes planeiam tomar a fabrica de assalto e fazer a entrega forçada aos arguidos que ja têm acordo com a senhora Lidia Saraiva Texeira a fazerem sociedade na fabrica caso ela consiga tal feito. Importa dizer que quando a empresa Riusol foi constituída fiel depositaria pela PGR, houve a necessidade de se contratar uma auditora que tinha sido recomendada pela senhora Lidia , que sem a RIUSOL aperceber-se, a mesma fazia de forma fraudulenta depósitos e transferencias bancarias para a conta da empresa LISOL criada em agosto do corrente ano pela senhora Lidia, com a pretensão de fazer confundir as autoridades de que se tratava da mesma empresa ou seja no caso a empresa RIUSOL.


Auditora esta que obteve um titulo falsificado, e que tivera sido detida pelo SIC na segunda feira passada, fruto dos vários desvios feitos na fabrica, com a pretensão de criar falência na fabrica e uma greve por parte dos funcionários, e induzir os operadores de justiça de que a empresa RIUSOL não tem competência para estar na gestão de uma fabrica que ela mesma criou. Na verdade estamos diante de uma situação preocupante e de crime organizado envolvendo entidades que têm a missão de proteger com isenção e imparcialidade, esta denuncia tem como objetivo principal dirimir qualquer pretensão que visa desobedecer o despacho do tribunal e criar desordem vinda de quem tem a missão de manter a ordem e tranquilidade.

Loading...

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: