Lisboa – O Conselho Superior da Magistratura Judicial (CSMJ) foi proposto a realizar uma reunião em breve a fim de discutir o caso em que o seu líder e Presidente do Tribunal Joel Leonardo (na foto) , de ter enviado uma falsa informação ao parlamento de que um dos concorrentes ao concurso a Presidência da CNE teria desistido da corrida permitindo a tomada de posse de Manuel Pereira da Silva “Manico”.

Fonte: Club-k.net

Querem  analisar  alegada falsa informação enviada ao parlamento 

O tema da discussão foi proposto em carta, pelo juiz-conselheiro do Tribunal Supremo, Agostinho António Santos, que também participou no polêmico concurso para a presidência da Comissão Nacional Eleitoral (CNE).


Em meios da magistratura, há sinais de que o Presidente do Tribunal Supremo, Joel Leonardo venha a recusar a inclusão do tema das suas falsas declarações ao parlamento devido ao embaraço que possa causar a sua imagem como gestor numero um de importante órgão de soberania.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: