Luanda - Comerciantes das farmácias Ariplus e Wenha, ambas situadas no distrito do camama, em Luanda, foram detidos pela Polícia Nacional, por especulação de preços na comercialização de produtos e meios de protecção contra o COVID-19.

Fonte: Angop

De acordo com uma nota de imprensa do Instituto Nacional da Defesa do Consumidor (Inadec), que a Angop teve acesso hoje, as referidas detenções culminaram com abertura de processos e posterior responsabilidades criminais.

 

Ariplus responde por comercializar Álcool Gel no valor quatro mil e novecentos Kwanzas (de AKz 4.900), anteriormente vendido a dois mil e cinquenta Kwanzas (AKz 2.050).

 

Já a direcção da Farmácia Wenha é culpada por vender luvas a retalho, no valor correspondente a dez mil Kwanzas (AKz 10.000) a caixa, quando antes vendia cada a no valor dois mil e duzentos e quarenta e cinco Kwanzas (AKz 2.245).

 

O Inadec foi criado a 25 de Julho de 1997. E a entidade pública competente para promover a política de salvaguarda dos direitos dos consumidores, bem como coordenar e executar as medidas tendentes a sua protecção, informação e educação, e de apoio as organizações de consumidores.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: