Lisboa – Carlos Manuel de São Vicente,  é dado como o provável entusiasta,  de um comunicado tornado público, no passado dia 3 de Setembro, em nome da Fundação Dr. Agostinho Neto (FAAN) com a finalidade de defender a “honra da família” dos ânimos a volta das acusações de branqueamento de capitais que enfrenta em Angola e na Suíça.

Fonte: Club-k.net

COMUNICADO DA FAAN PODERÁ TER SIDO ESCRITO PELO PRÓPRIO 

O referido comunicado foi oficialmente  subscrito por quatro membros da Fundação Dr. Agostinho Neto (FAAN), nomeadamente a viúva de Agostinho Neto  e os três filhos.

 

Por outro lado, analises apuradas dão conta que o referido comunicado, em nome da Fundação, trás passagens com o conteúdo semelhante a de um outro comunicado emitido pelo próprio São Vicente no passado dia 10 de Julho quando negava uma informação do Club-K, intitulada “Cruzada contra corrupção atinge família Neto”.

 

A coincidência quanto as semelhanças do teor do documento -  que pode ser lido   nas imagens em anexo - leva a conclusão de que os dois comunicados de imprensa (o da FAAN e o de São Vicente) foram escritos pela mesma pessoa. Neste caso, o próprio  genro do malogrado Presidente António Agostinho Neto. 

 

Carlos Manuel de São Vicente é igualmente membro da Fundação Dr. Agostinho Neto (FAAN), conforme consta  no site desta instituição,  que se dedicada na    divulgação dos feitos do primeiro presidente de Angola.


Tema relacionado

Suíça bloqueia USD 900 milhões de genro de Agostinho Neto

Cruzada contra corrupção atinge família Neto

Comunicado de São Vicente de 10 de Julho

 

Comunicado de Fundaçao datado de 3 de Setembro 

Loading...



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: