Lisboa – Um grupo de altos oficiais da escolta presidencial foi recentemente notificado pela Direcção Principal de Pessoal e Quadros das FAA (DPPQFAA) sobre a sua condição de passagem abrangido pelo limite de idade. Dentre os visados, está o comandante da Unidade de Segurança Pessoal (USP) tenente-general José João “Maua”, 64 anos de idade.

Fonte: Club-k.net

Segundo apurou o Club-K, o tenente-general José João “Maua”, não se opôs da decisão tendo em atenção ao seu estado de saúde e manifestações do próprio em retirar-se voluntariamente da vida militar na qual entrou desde Outubro de 1974, pelas mãos da guerrilha do MPLA, depois de ter largado o seminário.

 

Para além de “Maua”, foram igualmente notificados, a nível do palácio presidencial, o Secretario da Casa de Segurança para a área de segurança, tenente general, Pedro Pereira Manuel Pereira, 65 anos de idade, dentre os quais 45 de serviço; o Consultor do Ministro De Estado e Chefe da Casa de Segurança do PR, Brigadeiro Tomas Dulo, 63 anos, dentre os quais 44 de serviço iniciado em Junho de 1977.

 

De acordo com apurações, o sistema de Direcção Principal de Pessoal e Quadros das FAA, quanto as reformas passou a ser automático e alertado pelo próprio sistema informático não dando espaço de os visados darem a volta como acontecia no passado. A partir de Janeiro de 2021, os visados deverão entregar os seus espólios militar para de seguida começaram uma nova vida fora dos quartéis.

 

Da notificação feita pela DPPQFAA, fazem ainda parte mais 20 oficiais generais, pertencentes a diferentes ramos tais como marinha (inspetor geral Daniel Domingos Antônio), região militar centro, Cabinda tal como também oficiais do Hospital Militar de Luanda (Brigadeiro Filomeno Burity Mara da Silva Neto, depois de 38 anos ao serviço militar).

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: