Luanda  - Um jornalista ganês queixa-se de ter sido agredido pela polícia angolana, quando se preparava para assistir a uma conferência de imprensa da selecção do seu país, que prepara o jogo com Angola, dos quartos-de-final da Taça de África das Nações.


Fonte: Mais Futebol

 


Fiifi Tackie, enviado-especial da Radio Gold, terá sido agredido violentamente, quando estava no elevador, a caminho da sala de conferências. A informação foi avançada por um outro jornalista ganês, Steve Ansah Bekoe, da rádio Peace FM, que também estava no hotel.


Este não terá sido o primeiro problema a perturbar o dia-a-dia da selecção ganesa. Randy Abbey, porta-voz da federação daquele país, queixou-se da postura da polícia angolana: «Colocaram uma carrinha à porta do nosso hotel, com um sistema de vigilância. Quando protestámos, eles inventaram uma história. Acusaram-nos até de agressão aos agentes».


Abbey referiu ainda uma suposta agressão a Obour, o mais famoso adepto do Gana, que terá sido agredido por adeptos angolanos, no Estádio 11 de Novembro, durante o jogo com o Burkina Faso.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: