Luanda - A partir de hoje até nos próximos 12 meses, todos os membros da Fundação 27 de Maio estã(rão)o de luto, segundo informou ao CLUB-K, o vice-presidente e PCA daquela instituição, José Fragoso. “Gostaríamos anunciar que a partir desta data estamos de luto, que durará um ano”, assegurou.


Fonte: Club-k.net

Segundo a nossa fonte, no dia 27 de Maio de 2011 será inaugurado um monumento memorial em substituição do outro provisório localizado no cemitério do 14/Mulemba. “Precisamos enterrar os nossos companheiros de luta que se encontram nas valas comuns”, adiantou José Fragoso. Considerando desumano e insulto à memória das vítimas e as suas famílias e amigos


Entretanto, a fonte do CLUB-K exige veementemente, que os carrascos e membros do governo se manifestem publicamente sobre o genocídio que dizimou, segundo dados das Nações Unidas, cerca de 80 mil pessoas no sentido de apaziguar as almas de milhares de inocentes que se encontram nas valas comuns.


“Gostaria de lembrar ao MPLA aqui e agora para deixar de subestimar as pessoas, não existe poder eterno no mundo”, garantiu o autor do apelidado livro bomba intitulado “O meu testemunho, a purga do 27 de Maio e as suas consequências trágicas”, José Fragoso.


Para ele não basta somente o reconhecimento dos excessos cometidos pelos então agentes da DISA, “o mais importante para a reconciliação plena e efectiva entre os envolventes e a sociedade” é resolver o problema sem mais perca de tempo.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: