Luanda - O ex-seleccionador angolano Mabi de Almeida morreu esta tarde no hospital militar do Huambo, por doença, segundo noticia a Rádio-5, canal desportivo da Rádio Nacional de Angola. Mabi de Almeida exercia o cargo de treinador do Recreativo da Caála do Huambo, que milita no Girabola2010


Fonte: Angop

  
Dirigente da Caála diz que hipertensão é causa da morte de Mabi de Almeida

Huambo - O director-geral do Recreativo da Caála, António Monteiro, disse hoje à Angop, na cidade do Huambo, que o técnico Álvaro Mabi de Almeida morreu vítima de hipertensão arterial, doença da qual sofria há longos anos.

 

Explicou que o treinador foi internado as primeiras horas de sábado no hospital militar local, onde esta tarde acabou por falecer às 14:30. O seu corpo será transladado, segunda-feira, para Luanda, onde vai ser sepultado.

 

"Era um homem conhecido pela verticalidade, personalidade e credibilidade que tinha no futebol. A sua morte dói a todos, particularmente a nós que o contratamos para comandar a nossa equipa principal de futebol e coordenar as camadas de formação do clube", lamentou.

 

Nascido em Benguela, Mabi de Almeida, de 47 anos de idade, acompanhou Oliveira Gonçalves nas conquistas ao serviço da federação de futebol: campeonato africano sub-20, em 2001, na Etiópia, e a consequente participação no Mundial de sub-20, na Argentina, além da inédita qualificação para o Mundial de seniores Alemanha2006.

 

Após o afastamento de Oliveira Gonçalves, assumiu o cargo de seleccionador nacional.

 

Nos últimos tempos era treinador principal do Recreativo da Caála da primeira divisão nacional. O técnico passou também pelo Benfica de Luanda, Sonangol do Namibe, 1º de Maio de Benguela e Sporting de Cabinda.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: