AO
DIGNISSIMO DECANO DO INSTITUTO SUPEROR DE CIENCIAS DA EDUCAÇÃO ISCED-LUBANGO

c\c

 – Repartição de Pedagogia Geral

- Coordenação do Curso Pós Laboral

- Associação dos Estudantes do ISCED- Lubango


Os nossos melhores cumprimentos
Excelência


Nós, estudantes do 5º (?) Ano do Curso  de Pedagoga Geral, Pós Laboral, servimo-nos da presente para solicitar um encontro para apresentação das inquietações que consideramos prejudiciais e propor algumas soluções que V.Excia melhor saberá decidir.


Durante o I semestre do ano académico 2009, foi sempre preocupação dos estudantes saberem como ou melhor, qual seria a decisão da instituição sobre as cadeiras sem docentes.


A Coordenação Pedagógica do curso Pós Laboral, num dos dois encontros tidos com o Dr Castilho Cacumba, na escola Primária nº 61, onde assistíamos as aulas, garantira que a situação estava controlada e que deixasse de ser preocupação dos estudantes, pois, esforços estavam sendo envidados com vista a ultrapassar tal situação e, caso não se concretizasse até ao declínio do ano lectivo, recorrer-se-ia no princípio do ano seguinte à um programa especial (seminário), por se tratar do fim do curso, tranquilizou-nos.


Por outro lado, no II semestre do mesmo ano, a turma recebeu uma circular da Repartição de Pedagogia, dando Fé e Credibilidade para o Ph. DR Ivanhoe Gonsalez Sanchez, ministrar quatro cadeiras sem professor já que seu horário de trabalho o permitia, o que os estudantes acolheram com satisfação e cumpriu-se o programa  com sucesso.
Ficamos surpreendidos pela Coordenação, antes do fim do ano e no princípio deste, que procurava inviabilizar os resultados, alegando o facto de não ter sido comunicada pela Repartição, e que iria tratar com V. Excia sobre o assunto, mas que no entanto devíamos assistir as aulas com os estudantes do 4º Ano do presente ano académico.
Excelência


Que culpa têm os estudantes pela falta de comunicação à Coordenação? Nós, enquanto estudantes, cumprimos com todos os deveres constantes do Regulamento da Instituição, cabendo, à Repartição e Coordenação conjugarem esforços para a salvaguarda dos nossos direitos.


Por outro lado, não se compreende e precisamos de esclarecimento, enquanto que na  mesma instituição, mesmo curso, mesmas cadeiras sem docentes, mas os colegas do Curso Regular têm um tratamento especial para fim do curso.

 

Assim, propomos um encontro com V.Excia para de uma vez se dissipar todas as inquietações manifestadas e aquelas que eventualmente possam surgir durante a reunião.
Agradecemos atempadamente pela atenção que vier merecer por V.EXCENLENCIA.
Porém, submetemos a decisão final  à  Vossa  criteriosa  Senhor Digníssimo Decano.
Sem mais de momento,


Lubango, aos 31 de Março de 2010.


Os estudantes



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: