Lisboa - Uma   corrente  empresarial  constituída  por elementos  conotados aos  interesses de Tchizé dos Santos esta a mover influencia no sentido de ficar com a gestão do terminal de carga do aeroporto de Luanda. Os principais rostos que dão pelas movimentações, em curso,  são;  José Paulino dos Santos “Zedu” e Sérgio Valentim  Neto, ambos apresentados como “executivos” do braço empresarial de Tchizé dos Santos.


Fonte: Club-k.net

Ex-deputada do MPLA realiza pretensão antiga

De acordo com fontes  conhecedoras do assunto, a gestão do terminal de carga do aeroporto de Luanda  é um antigo desafio sentido nas pretensões da ex -  deputada do MPLA que se encontra neste momento em Portugal.

Não há informação que possa esclarecer se os jovens empresários serão   submetidos  a um concurso público ou se ganharão o terminal de cargas  da mesma forma que  lhes foi doada  a gestão do  Canal 2 da TPA.


O terminal de carga de Luanda (TCL) , esta repartido em duas partes ( TCL1 e TCL2) cuja gestão é da exclusividade da TAAG por intermédio de um  administrador da sua direcção, Luis Eduardo dos Santos.  As instalações do Terminal de Carga II encontra-se em  situação que requer   restauração  ou gestão de “expert”. São notadas a necessidade da  construção de estruturas de armazenamento de  cargas (presentemente se encontram expostas ao ar livre).


Varias empresas  tem nos últimos anos manifestado pretensão de oferecer os seus préstimos. Uma empresa estrangeira  SDV AMI- Angola,  que se dedica a actividade de  navegação e Operações Logisticas esta a gerir parte do terminal II tendo erguido um espaço de armazenamento  provisório. O  acompanhante dos trabalhos é um cidadão Frances de origem árabe, Lionel Crew.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: