Lisboa –  José Filomeno Sousa Santos “Zenú” denota prevenido de um eventual cenário  de escuta telefônica no seu telefone celular. O  mesmo passou a usar como contacto oficial, um terminal telefônico “roaming”  da Inglaterra. Quando não quer ser incomodado alega que se encontra fora do país e solicita que  liguem para  um dos seus sócios.

 

Fonte: Club-k.net

 Passou a usar terminal da Inglaterra

O procedimento de  “Zenú”, em por de parte os terminais de telefonias nacionais,  é constatado numa altura em que o Chefe do  Serviço de Inteligência  e Segurança de Estado, Sebastião Martins  pretende  avançar com um  projecto de  lei para orientar legalmente acções de intercepções ou  escutas telefônicas em Angola. Embora não seja uma figura da linhagem opositora ao regime, geralmente  identificadas como alvos preferências para as escutas, “Zenú” dos Santos  poderá divertir o SISE, caso um dia acharem que o seu telefone deva ficar  sob vigilância.

 

De acordo com consultas fiáveis, o  procedimento de “Zenú”   é extensivo e sentido em outras figuras do regime. Um amigo e sócio seu Mirco Martins, que é  enteado de Manuel Vicente usa “roaming” de Portugal.  O próprio  PCA da Sonangol  é citado como estando a  usar  em simultâneo o terminal de um telefone celular de uma companhia telefônica de Portugal.  O deputado Higino Carneiro faz o mesmo.

 

A  empresaria Isabel dos Santos, por exemplo, é a  personalidade que usa à-vontade o seu terminal telefônico da rede Unitel. Ao tempo do general Garcia Miala, a mesma rejeitou propostas  do SIE destinadas a facilitar  escutas em Angola através da rede Unitel de que é sócia. Na altura, a  primogênita de JES alegou a pretexto de que o seu próprio telefone poderia ser “ousadamente” alvo de escutas.

 

Por seu turno, o  general Hélder Vieira Dias “Kopelipa” é entre os membros do regime a figura que faz pouco recurso a telefone celular. Muda constantemente de numero e Quando deseja comunicar-se  com alguém recorre a telefone de terceiros. Os números que disponibiliza como seu pessoal,  ficam sempre desligado devido ao uso descartável que faz. Já, o PR José Eduardo dos Santos, usa normalmente o seu telefone sobretudo para se comunicar com  os filhos. (O general “Kopelipa”  é o único no circulo presidencial com “autonomia” de mexer no telefone de JES). No ano passado, quando a sua filha Tchizé dos Santos estava em clivagem com a SG do Sindicato de Jornalistas em Angola, foi JES quem telefonou a filha para manifestar-lhe que estava a seguir o noticiário da Radio Ecclésia a cerca dos “desentendidos”.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: