Luanda - O tribunal do Namibe condenou, em sentença lida nesta Quinta-feira, o  Jornalista e  activista cívico, Armando Chicoca, a um ano de prisão efectiva. O mesmo foi acusado de difamação a  um  juiz local, Antonio Vissandule  que o processou depois deste  ter entrevistado uma senhora Rosa Camunu  que era vitima de assedio sexual do homem das leis.



Fonte: Club-k.net

Condenado na ausência do seu advogado

Logo após a sentença, o jornalista foi encaminhado para a cadeia da comarca local. Há entretanto, previsão de a defesa recorrer,  visto que a condenação foi feita sem a presença dos membros da defesa que terão chegado depois idos de Luanda. Um entranho cancelamento do vôo para Namibe fez com que o seu advogado  David Mendes tivesse viajado para o Lubango e depois seguido para o Namibe de carro.



O juiz que  o condenou  não designou igualmente um defensor oficioso o que faz com que  esta “falha”, pode tornar nula a decisão do mesmo.


De lembrar que o  jornalista e ex-correspondente da Radio na província do Namibe, Armando Chicoca é um  profissional que  se  notabilizou  pelas reportagens de cunho social. Foi suspenso no ano antepassado passado,  no seguimento de uma reclamação, em carta  do mesmo  Juiz acusador do Namibe, Antonio Vissandule, dirigida ao malogrado   Bispo Dom Mateus Feliciano e ao  Padre Mauricio Camuto alegando que  a emissora católica estava mal representada naquela província.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: