Londres  - De acordo com justificações competentes, a motivação que levou  a TPA a passar a noticia manipulada da  manifestação de sábado pela liberdade de expressão, em Luanda tem haver com um incidente que envolveu  os repórteres daquela estação de TV  que viram-se zombados  por um grupo de jovens no largo Primeiro de Maio. 
 

Fonte: Club-k.net

Vingaram-se por terem sido escorraçados do local

Segundo a explicação, um grupo de jovens xingou os jornalistas da televisão exigindo a sua retirada do local, com gritos,  a pretexto de que os mesmos exercem um jornalismo de distorção da informação.  Os jornalistas terão sido “salvos” após a intervenção de um dos organizadores da manifestação que apelou aos jovens “descontentes” para a  não exclusão. “Incitamos a não exclusão porque se a manifestação  era pela liberdade de expressão, então  tinha de ser pra todos”, justificou um membro da organização.

 

Os jornalistas terão saído  do local  envergonhados razão pela qual quando chegaram ao estúdio  decidiram passar uma noticia que apresentava a manifestação como “um insucesso e sem aderência”. A reportagem da TPA   deu a entender que a concentração dos jovens terminou por volta das 18h ao que contraria com os vídeos de amadores que circulam na  internet mostrando que ela terminou quando eram meia noite de Angola.

 

A noticia  da TPA criticou os jovens dizendo que convocaram a manifestação para exigir a liberdade de expressão mas que acabaram por exibir cartazes repudiando a “ditadura” em Angola e os 32 anos de governação  do presidente José Eduardo dos Santos.  Por outro lado a versão da TPA entra em contradição com a publicada pela agencia Angop e a do Jornal de Angola. A agencia de noticia do governo alega que os jovens foram exigir “justiça social” enquanto que o Jornal de Angola diz que foram manifestar-se para pedir emprego. O único jornal diário disse que a manifestação  era apenas de 50 pessoas que exibiam “cartazes por mais educação, emprego, saúde e igualdade de oportunidade.”


O numero apresentado pelo Jornal de Angola é agora desmentido pelos vídeos que estão a circular na internet. Há testemunhas ao local que dizem que no local terão passado por aquelas redondezas  cerca de 1000 pessoas a jogar pela hora do evento (das 13h a meia noite).



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: