Luanda - No comando dos Palancas Negras desde Janeiro, Lito Vidigal diz que o seu trabalho passa também pelas bases. Nesse sentido, espera ajudar o futebol angolano a tornar-se uma potência em África.

Fonte: A Bola


«O meu interesse é o de projectar um futuro diferente para o futebol angolano, porque vejo, neste país, condições para o tornar uma das grandes potências do futebol africano. Esse trabalho começou agora e tenho a ilusão de que vou conseguir ajudar o futebol angolano a crescer», disse Lito Vidigal, citado através da sua assessoria de imprensa.

 

Para tal, o treinador pede tempo, até porque lembra que procura as condições ideais para estabelecer um novo paradigma nas selecções de Angola. «E tudo começa por um trabalho de base, um trabalho de profundidade. Não sou apenas o seleccionador da selecção principal, sou o responsável das selecções. É um trabalho de longa duração, um trabalho que não esgota na selecção principal nem nos seus resultados mais imediatos», explicou.

 

Ainda assim, Lito Vidigal, apesar de os Palancas ocuparem nesta altura o último lugar do grupo de qualificação para o CAN 2012, mantém-se optimista quanto à qualificação, salientando a importância dos dois próximos jogos, a disputar em Angola.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: