Lisboa - O suíço Joseph Blatter, candidato único à presidência da FIFA, foi reeleito presidente do organismo que rege o futebol mundial, num ambiente crescente de contestação entre várias federações internacionais.


Fonte: A Bola


http://www.abola.pt/img/fotos/fotosap/dirigentes/blatter1.jpgCom Mohammed Bin Hammam fora da corrida – o presidente da confederação asiática retirou-se após ter sido suspenso pela FIFA na sequência de um inquérito por suspeita de fraude no processo eleitoral – Blatter tinha continuidade assegurada na presidência da FIFA.



Além da contestação da confederação asiática, Blatter está ainda a ser contestado pelas federações de Austrália, Inglaterra e Escócia, que perderam as organizações dos Mundiais de 2018, para a Rússia, e 2022, para o Catar.



O organismo inglês chegou mesmo a pedir o adiamento das eleições de modo a que se encontrasse um candidato mais consensual, proposta recusa através de votação.



Entretanto, a federação alemã também sugeriu que se fizesse uma revisão do processo de atribuição do Mundial de 2022 ao Catar, devido às suspeitas de corrupção.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: