Tsvangirai foi detido com Tendai Biti, o número 2 de seu partido, o Movimento pela Mudança Democrático (MDC), e o secretário para as relações internacionais do MDC, Eliphas Mukonoweshuro.

Os três dirigentes chegaram a estar detidos durante algum tempo no aeroporto de Harare, tendo-lhes sido igualmente confiscados outros documentos de viagem.

Segundo o secretário-geral do MDC, Tendai Biti, a decisão de impedir que os três viajassem mostra que as negociações por uma partilha de poder com o governo do presidente Robert Mugabe são «uma farsa».

As negociações, mediadas pelo Presidente sul-africano, Thabo Mbeki, começaram no mês passado com o objectivo de ultrapassar o impasse que se seguiu à reeleição de Robert Mugabe, em eleições não reconhecidas pela comunidade internacional.

Tsvangirai venceu a primeira volta das eleições presidenciais em Março e desistiu da segunda volta alegando uma campanha de violência contra seus partidários.

(Foto: Morgan Tsvangirai)
 
Fonte: PNN



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: