Luanda - O jornalista e escritor Luís Fernando que venceu o Prémio Maboque de jornalist deverá em breve publicar quatro novas obras.


Fonte: VOA


Já lá passam 33 anos desde que começou a sua carreira no mundo jornalístico nacional e internacional, com passagens pela Rádio Nacional de Angola, DEUTSCHEWELLE,  LAC, Jornal de Angola,  e actualmente “ O PAÍS”.

 

Cuba, Argentina, Quiquiemba (uma aldeola perdida no interior de Angola) e o regresso do comboio ao Huambo, foram alguns dos temas apresentados por Luís Fernando este ano. Um ano que considerou improdutivo devido a problemas de saúde. Por este motivo, acredita, que o premio é fruto do seu percurso.

 

Embora acredite também, que mesmo não tendo uma carreira sólida é possível ser merecedor do galardão apenas com um bom trabalho.


Com o prémio agora que lhe foi galardoado Luís Fernando, acredita que todos os holofotes estão virados a si

 

Embora dividido entre o jornalismo por um lado e escritor por outro, Fernando afirma que a reportagem é a sua grande paixão.

 

Para si o bom jornalista se faz com leituras. E o sucesso depende da estruturação sólida que a leitura oferece.

 

Enquanto escritor, Luís Fernando prepara-se para lançar 4 obras sendo duas de crónicas.  “Um ano de vida” é uma delas e vai contar com o prefácio de um dos mais conceituados escritores Angolanos, Pepetela.

 

“Nas mãos dos vizinhos de Deus”  é uma obra literária que procura colocar leitor a pensar na pessoa no qual coloca a sua vida, quando está no interior de um avião e barbearia.

 

A “última batalha” é a outra obra mas a sua ambição é a implementação de uma academia de jornalismo.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: