Namibe -  O carisma e a entrega á causa dos angolanos menos equipados, injustiçados pelo sistema, é sentimento que une os membros da sociedade civil e comunidades em geral na região sul de Angola, neste momento de luto e dor pela perda irreparável. Estamos deveras tristes, estamos assolados pela morte prematura do advogado e activista cívico Dr. André Ndambi, ocorrida na passada terça-feira, na clínica Multi-perfil, vítima de doença, lamentou o coordenador  regional sul, do AMC-amplo movimento do cidadão, o jornalista Armando Chicoca, constrangido com esta perda irreparável.
 

Fonte:  Club-k.net


«Os defensores das causas nobres não morrem, o Dr André Ndambi partiu para o descanso eterno, mas continuará vivo nos nossos corações, pois os seus feitos, a sua dedicação na solução dos problemas da população, é um grande motivo para estar neste presente na fase de Deus. Acredito conhecendo os nossos problemas, saberá interceder junto dos nossos ancestrais para a paz e a concórdia que auguramos. Lembro-me no passado dia 22 de Dezembro/2011 quando esteve pela ultima vez aqui no Namibe, no meu caso judicial e encorajou-me levantar a cabeça e olhar para frente com o sorriso de um dever cumprido a favor dos angolanos sem voz. Portanto, perdemos um amigo, um pai, um conselheiro que a sua alma descanse na paz do senhor», disse.
 


O Sinprof na cidade do Lubango, manifesta igualmente o sentimento de pesar a família enlutada e a associação mãos livres.«Dr André Ndambi foi uma pessoa sempre disponível a causa do sofrimento da população desfavorecida. Neste momento, apesar das nossas limitações, nada melhor  que podemos fazer se não rezarmos pela sua alma e agradecer por tudo quanto fez ao longo da sua vida e dizer mesmo que deixou-nos órfãos, mas só deus sabe dar e sabe tirar, paz e descanso a sua alma», lê-se na mensagem.
 

Na mensagem assinada pelo vice-presidente central do Sinprof Manuel Fonseca de vitória Pereira, manifesta também a dor pelo passamento físico do activista dos direitos humanos e advogados dos professores, Dr André Ndambi. «O  Sinprof recebeu com profundo pesar a noticia do falecimento do Dr. André Ndambi, advogado e destacado defensor dos pobres e oprimidos, incluso dos professores perseguidos. Pelo ocorrido, este sindicato endereça á família enlutada e a Associação Mãos Livres os seus mais sentidos pêsames», assina Manuel Fonseca de Vitoria Pereira.


 
CONDOLÊNCIAS


Passamento físico do Advogado André Dambi
                                                  
Foi com profunda tristeza que o Conselho de Coordenação dos Direitos Humanos – CCDH, tomou conhecimento do passamento físico do Jurista André Dambi, ocorrido na pretérita Sexta-feira, na Clínica Multiperfil, em Luanda;

 
Neste momento de luto e de dor por este infausto acontecimento, expresso à Vossa Excelência e à Associação Mãos Livres, em nome do CCDH e no meu próprio às mais sentidas condolências e sentimentos de pesar que posso fazer extensivas à família enlutada.

 
Direcção do CCDH, em Luanda, aos 29 de Setembro de 2011. 


O Presidente
 
Lauriano Paulo



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: