Ango Watch: Senhor Sakala são exactamente 18h00, hora da Europa como está o clima das eleições em Luanda neste momento?
 Sakala: Aqui em Luanda neste momento a situação está muito complicado,há uma certa dificuldade da organização isto é, há certas assembleias de voto que até agora ainda não estão funcionar por falta de boletins de voto.

A.W: Mas donde vem esta falha?  
Sakala: Eu penso que é mesmo da Comissão Nacional Eleitoral que é responsável para isso. Há assembleias de voto que não têm boletins de voto até o momento, quer dizer que aqui há uma confusão terrível.

 A.W: Então qual é o seu ponto de vista neste momento, será que a população está entusiasmada de votar?
 Sakala: Não, porque as populações não votaram ainda até o momento,na viana segundo o nosso conhecimento já votaram em algumas áreas mas algumas partes da capital há uma certa frustração para aqueles que não voltaram. Muita gente permaneceu nas assembleias de voto por espera dos boletins, devido de muito tempo de espera dos boletins, no fim muitos acabaram por abandonar as assembleias de voto e voltaram nas suas casas sem exercer o seu direito legítimo. O clima não é bom quer dizer que, isto penso é deliberado e esta falha, encoraja no entanto a obstenção. Há muita gente que está voltar para casa porque já não vão votar.

A.W: Que hora está prevista para o encerramento das assembleias de voto?
Sakala: O encerramento esta previsto por volta das 19h00 às 19h30 mas nós já fizemos este levantamento de todos estes problemas, a direcção do nosso partido vai pronunciar-se aqui a pouco, mas estamos a fazer um apelo, um apelo muito firme mesmo à CNE para reparar este desastre que estamos a viver aqui em Luanda. Porque não podemos quebrar as espectativas do povo de Angola que esperou este dia importante para exercer o seu direito de liberdade, se não este vai ser um processo frustrado.

A.W: Qual é o comportamento ou a reacção dos observadores internacionais em relação nisso?
Sakala: Os observadores internacionais, há posições individuais mas também não signifa ainda o fim da sua missão aqui em Angola. Mas em algumas declarações estamos ouvir as mesmas constatações. De facto, o processo está mal organizado sobretudo aqui em Luanda.

A.W: Logo de início campanha eleitoral não fizeram estas constatações?
Sakala: Bem, foi todo um processo de corrigirmos os erros como sabe a Lei eleitoral que foi aprovada em 2005, faltou a glória própria da organização, sobre esses erros. Nós fomos sempre alertando a Comissão Nacional Eleitoral (CNE), sobre esses erros, a UNITA sempre defendeu que os cadernos eleitorais estivesse publicados para que cada angolano soubesse onde vai votar, mas hoje os angolanos estão votar sem cdernos eleitorais, este é um problema muito grande, um problema muito grande mesmo.

A.W: Segundo as informações veiculadas pela imprensa nacional,  o governo beneficiou de uma remesa de mais de 42 milhões de doláres americanos, enquanto a cada partido da oposição foi apenas disponibilizado 1.2 milhões de Usd, porque isto?
Sakala: Exactamente este acto foi denunciado, porque o MPLA confunde com o Estado. Entre o partido e o Estado, não há diferença para o MPLA. Este partido ousou dos bens do Estado para aproveito partidário. Foram usados exactamente mais de 42 milhões de doláres americanos conforme ouviram, o governo ostentou o programa do MPLA para a sua campanha eleitoral. Ainda o dinheiro para os partidos políticos da oposição foi entrega muito tarde. Estas eleições tiraram vantagem p o partido da situação. Portanto esperamos que o nosso partido e tantos outros fazerem aos seus pronunciamentos contra o efeito.

Fonte: Ango Watch/MPDA e Belo Wangombo



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: